quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Sem sentido

A certeza do erro,
Aumenta exponencialmente o grau de estupidez.
A insistência na incerteza entre o certo e o errado
Prolonga e aumenta a insensatez.
A consequência derivada da loucura,
Define-se pelo pensamento que não se fez.
Um...
Dois...
Três...
Acorda!!!
Não estás no ritmo certo,
Não sabes onde vais nem de onde vens.
Concentra-te no que não sabes
E naquilo que não tens.
Recorda que no teu mundo nem todos são reais.
Quatro...
Cinco...
Seis...
Ouve-me com atenção!!
Sai para esse mundo fora e descobre.
Reinventa o inimaginável destino que mata e morre.
E conclui que a honestidade não é algo nobre.
Sete...
Oito...
Nove...

Eleva-me!
Adora-me!
Idolatra-me!
Obedece-me!
Serve-me!
Implora-me!
Venera-me!
Admira-me!
Respira-me!
Sente-me!

Sim todos estes...
Dez.

2 comentários:

  1. Porque está tão céptico? Sabe?
    Abracinho

    ResponderExcluir
  2. Se eu soubesse definir o que sinto dizia porquê...

    ResponderExcluir

Ora digam: